Prefeitura de Mamanguape organiza nova logística para atender filas na Caixa Econômica

Na última quinta-feira (30), integrantes da gestão municipal se reuniram com o comandante da 2ª Companhia Independente de Polícia Militar, Major Alberto Filho, para discutir a logística para evitar as aglomerações no centro da cidade e garantir o cumprimento das medidas de distanciamento social. Participaram do encontro o secretário de saúde Rafael Aires, o coordenador de comunicação Alex Figueiredo e a superintendente de trânsito Fátima Laurindo.

O Governo Federal está realizando desde o dia 09 de abril o pagamento do auxílio emergencial de R$600,00 (seiscentos reais) para ajudar as famílias que tiveram suas atividades econômicas paralisadas em virtude do isolamento social por conta da COVID-19. A princípio, a ideia era que as pessoas tivessem acesso ao benefício de forma totalmente remota, através da rede mundial de computadores e por meio dos smartphones.

No entanto, a grande demanda pelo auxílio e a complexidade dos aplicativos criados para o recebimento levou milhões de brasileiros as filas da Caixa Econômica Federal e das Agências Lotéricas, causando grandes aglomerações. No município de Mamanguape não foi diferente e desde os primeiros dias da liberação do benefício as agências têm registrado filas quilométricas, inclusive com pessoas chegando de madrugada para garantir um lugar melhor.

Desde que constatou o fato, a Prefeitura de Mamanguape tem atuado para minimizar o problema, disciplinando as filas, assegurando o distanciamento mínimo entre as pessoas e disponibilizando máscaras de proteção e álcool em gel para a população. Mesmo assim, a despeito de todos os esforços feitos pela gestão municipal, a situação das filas se agravou nos últimos dias, dando verdadeiras voltas no quarteirão.

Como resultado das deliberações tomadas na reunião realizada com a Polícia Militar, na tarde deste domingo (03) a prefeitura implantará uma nova logística no centro da cidade para evitar as aglomerações. Serão utilizados cavaletes, placas e faixas no pátio em frente ao Centro Cultural Fênix e Praça Antenor Navarro e, se não for suficiente, o município também estuda a interdição de parte da Avenida João Pessoa.

O intuito é garantir que a população tenha acesso as agências, em especial à Caixa Econômica, porém, sem que isso represente riscos para as demais pessoas que também buscam receber o auxílio.

Leia também
Força tarefa da Prefeitura de Mamanguape realiza entrega kits de higiene e educativos no comércio local
Prefeitura atua na organização das filas para atendimento na Caixa Econômica Federal

COMPARTILHAR