Secretaria de Saúde de Mamanguape leva profissionais para escolas no combate ao Coronavírus

A Prefeitura de Mamanguape tem acompanhado passo a passo os acontecimentos relacionados a pandemia desencadeada pelo coronavírus no mundo. Impelida pelo sentimento de responsabilidade e pelo espirito do bom senso que lhe são comuns, a gestão municipal segue o movimento que tomou conta do poder público no país e age de forma antecipada para assegurar proteção a sua população.

Durante reunião realizada na tarde desta segunda-feira (16), na qual o poder municipal esteve representado pelo secretário de saúde Antônio Neto, como também pela Secretaria de Educação, entre outras envolvidas, juntamente com a 14ª Gerência Regional de Educação do Governo do Estado, discutiu medidas a serem adotadas no âmbito municipal.

Essas medidas começaram a ser implementadas na manhã de hoje (17), com a visita in loco de profissionais da secretaria de saúde do município que levaram informações para comunidade escolar sobre a contaminação pelo coronavírus e o combate ao problema. Já foram visitadas as escolas estaduais Luiz Aprígio, Umbelina Garcez, Gustavo Fernandes e a ECIT João da Mata. Também as escolas municipais Jacinta Bezerra, Castor do Rego e Iracema Soares, e o trabalho contínua.

De acordo com Antônio Neto, “os profissionais de saúde estão repassando aos estudantes as medidas preventivas que devem adotar para evitar o contagio. O objetivo é desmistificar as fake news e também transformar a educação em saúde em ferramenta para frear o contágio, devendo cada jovem se proteger e também evitar que sua família adoeça”, disse o secretário.

Nesta terça-feira (17) foi publicado um Decreto Emergencial, que trouxe as medidas que serão adotadas pela Prefeitura de Mamanguape, por meio das Secretarias de Saúde, Educação, Chefia de Gabinete, entre outras envolvidas, para a execução de boas práticas em todo o município. O intuito é garantir a adoção de medidas para proteger a população e garantir as melhores condições para passarmos incolumes pelo problema.

Acesse AQUI o Decreto Emergencial.

COMPARTILHAR