Secretaria de Saúde inicia a aplicação da dose de reforço para idosos e imunossuprimidos, e de pessoas 16+ sem comorbidade

Seguindo a orientação da Nota Técnica nº 27/2021 (SECOVID/GAB/SECOVID/MS), a Secretaria de Saúde de Mamanguape inicia nesta quarta-feira (22) a vacinação de todos os idosos acima de 80 anos que estejam com o esquema vacinal completo há pelo menos 6 (seis) meses desde a última dose da vacina contra a COVID-19, independentemente do imunizante aplicado.

A aplicação da dose de reforço (Dref) também está liberada para pessoas com alto grau de imunossupressão*, devidamente comprovado por laudo médico, cujo intervalo para a dose de reforço deverá ser de no mínimo 28 (vinte e oito) dias após a última/única dose do esquema básico. A dose de reforço (Dref) para a COVID-19  já está disponível nas Unidades Básicas de Saúde (UBS) do município.

O município segue ainda com o esquema de vacinação da primeira Dose (D1) contra a COVID-19 para os adolescentes, imunizando a partir desta quarta-feira as faixas etárias 12 anos ou mais com comorbidades e 16 anos ou mais sem comorbidade. Também estão aptas a receber o imunizante a partir hoje (22) as gestantes e puérperas com 16 anos ou mais.

A imunização com a primeira dose (D1), com agendamento pelo app VacinaMME e pelo site, segue sendo realizada na Escola Estadual Senador Rui Carneiro, no horário das 08h00 às 20h00. O mesmo acontece com a segunda dose (D2) da vacina, que segue sendo administrada no Centro Cultural Fênix, no horário das 08h00 às 17h00, conforme aprazamento do cartão de vacinação.

No próximo sábado (25) será realizado o Dia D da vacinação contra a COVID-19, e os postos de vacinação funcionarão conforme o esquema vacinal corrente, com a primeira dose (D1) na escola Senador Rui Carneiro e a segunda dose (D2) no Centro Cultural Fênix, no horário das 08h00 às 16h00.

*Imunossuprimidos
I – Imunodeficiência primária grave. II – Quimioterapia para câncer. III – Transplantados de órgão sólido ou de células tronco hematopoiéticas (TCTH) em uso de drogas imunossupressoras. IV – Pessoas vivendo com HIV/Aids com CD4 < 200céls/mm3. V – Uso de corticóides em doses ≥20 mg/dia de predinisona, ou equivalente, por ≥14 dias. VI – uso de drogas modificadoras da resposta imune ( Metotrexato, Leflunomida, Micofenolato de mofetila, Azatiprina, Ciclofosfamida, Ciclosporina, Tacrolimus, 6 -mercaptopurina, biológicos em geral e inibidores da JAK). VII – pacientes em hemodiálise. VII – pacientes com doenças imunomediadas inflamatórias crônicas ( reumatológicas, auto inflamatórias, doenças intestinais inflamatórias).

COMPARTILHAR