Secretaria de Cultura celebra 1º ano de atividades com ações e fomento da arte local

A Secretaria de Cultura de Mamanguape é a mais nova entre aquelas que compõem a administração municipal, sendo oficialmente criada no mês de abril de 2021 para planejar, sistematizar e fomentar as atividades culturais no município. O seu surgimento foi resultado do desmembramento da Secretaria de Educação, haja vista a necessidade de ampliar o atendimento ao setor cultural local.

O órgão nasceu em meio a um dos períodos mais desafiadores da história cultural do país, que desde o início da pandemia causada pelo novo coronavírus foi uma das áreas econômicas mais prejudicadas. A cultura foi a primeira atividade a ser totalmente paralisada e, certamente, será uma das últimas a voltar a funcionar a pleno vapor.

Ainda assim, mesmo diante de um cenário tão difícil, a nova pasta não sucumbiu diante das dificuldades e com poucos meses de existência, 07 (sete) no total, disse a que veio e já possui credenciais para apresentar. Uma das primeiras ações realizadas pela secretaria foi a assistência à categoria cultural, com a entrega de 120 cestas básicas e de itens da agricultura familiar para os profissionais que atuam na área.

Sob a gestão da professora Ana Cristina, o órgão realizou o Primeiro Censo Cultural do município para mapear a situação e criar um banco de dados com informações de artistas, agentes, instituições, entidades, espaços, atividades e manifestações que atuam nos segmentos de Arte e Cultura. A partir desses dados foi possível direcionar as ações para atendimento à Lei Aldir Blanc – Fase 2, com inscrições, apresentações e oferta de 48 prêmios para os artistas.

Editais

  • Música Para Todos, com 28 premiações; 
  • Teatro & Dança, com 10 premiações;
  • Arte de Rua, com 10 premiações.

A Secretaria de Cultura, em parceria com as Secretarias de Educação e Desenvolvimento Urbano, desenvolveu os Projetos Geladeiroteca e Cantinho da Leitura. São espaços lúdicos totalmente pensados para desenvolver nas crianças o gosto pela leitura, com livros infantis e infanto-juvenis, sofás de material reciclado e abordagem pedagógica dentro do currículo dos alunos.

Atividades da Secretaria de Cultura:

  • Visita técnica da Equipe Técnica da FUNESC para análise do acervo e da estrutura física do prédio da Biblioteca Municipal Antônio de Azevedo,  com a doação de 225 livros, grandes obras da Literatura Brasileira.
  • Arraiá do Sítio São Pedro, uma super live com grandes artistas locais e participação da junina Joia Rara. Executada em parceria com a Sec. de Turismo.
  • Contação de histórias, através da Saia da Leitura que leva a magia dos contos e histórias, abordando temas pertinentes e necessários, ao público nas unidades escolares e nas praças.  
  • Projeto Grafite nas Escolas para combater o vandalismo, expor nossos artistas e trazer imagem, cor, aprendizado e vida aos nossos espaços de convivência.
  • Abertura do Mês da Pátria, com apresentação das Bandas Marcibel (Sertãozinho), SEDEC (João Pessoa) e a nossa  Renato Fonseca Filho pelas ruas da cidade.
  • Apresentação da Banda Marcial Renato Fonseca Filho, no Distrito de Camaratuba e na inauguração da Praça José Fernandes de Assis, na Comunidade de João Pereira.
  • Quintas Culturais: Espetáculos de Teatro e Dança aberto ao público, no Centro Cultural Fênix. 
  • Emancipação Política de Mamanguape: Alvorada com a Banda Fanfarra Simples dos Veteranos e apresentação da Banda Marcial Renato Fonseca Filho, à noite.
  • Projeto a Praça é de todos – Retomada das atividades nas praças levando muita Cultura e entretenimento, com Contação de histórias, Roda de Capoeira e Maculelê, teatro e hip-hop. Além da entrega de uma Geladeiroteca.
  • Celebração do Dia da Consciência Negra – Evento para a valorização da negritude do nosso povo, que ocorreu na Praça da Matriz, com falas de resistência e empoderamento, cordel negro, trançadeira, contação de histórias negras e roda de capoeira.
  • Lançamento do Livro 33 Saudades, do escritor Mamanguapense Raniere Menezes, com suporte do Governo Municipal e amparado pela Lei Aldir Blanc. I Festival Cultural Natalino – Uma programação grandiosa, com 37 apresentações, distribuía em 07 dias, com muito som, cor, luz e magia.
COMPARTILHAR