Prefeita Maria Eunice entrega fardamento aos Agentes Comunitários de Saúde

Na tarde desta quinta-feira (20), a prefeita de Mamanguape, Maria Eunice, reuniu centenas de pessoas no bairro de Areal para a entrega de kits completos com fardamento, bolsa e material de uso permanente para os agentes comunitários de saúde do município. Durante entrevista à imprensa, a prefeita destacou a importância da entrega do fardamento para a categoria e ainda reforçou o compromisso de honrar o pagamento ao que os agentes têm direito.

“Estamos aqui para entregar o fardamento dos agentes comunitários de saúde, que há nove anos não recebiam. É um fardamento completo com mochila, blusa, calça, camiseta de proteção de raios UV e tudo que é preciso para trabalhar. Os agentes na nossa gestão estão tendo direito de receber o PMAQ, o terço de férias e o salário dentro do mês trabalhado, o que não recebiam antes”, disse a gestora. Eunice ainda lembrou que em menos de 2 anos de gestão já garantiu fardamento para quase 6 mil alunos, profissionais do SAMU, agentes de trânsito, agentes de limpeza urbana e trabalhadores do Horto Florestal.

A prefeita disse ainda da necessidade de caracterizar as categorias para que sejam reconhecidas pela sociedade. O agente comunitário Ronaldo dos Santos falou pela categoria e agradeceu a prefeita pela importante ação. “Depois de 9 anos das gestões passadas, a gente sem ter um fardamento de identificação, e em menos de dois anos a prefeita conseguiu esse feito de nos dar o fardamento. É uma questão de respeito ao profissional. Estou aqui para agradecer e não só por isso, como por outras demandas que a gente tem sentado, conversado e avançando em conquistas. Antes, sequer conseguíamos dialogar e isso é muito bom para a classe”.

O Secretário de Saúde, Antônio Neto, falou da importância do trabalho dos agentes comunitários nas comunidades. Ele destacou a motivação da categoria, pontuando os avanços implementados na atual gestão e destacando que elo com a comunidade é justamente com o agente de saúde. “Nós sabemos que o trabalho dos agentes de saúde vinha sendo ameaçado constantemente, com dificuldade até para entrar nas casas das pessoas e nós estamos trabalhando para melhorar isso. A falta de reconhecimento e tudo que se passava na cidade, piorava a situação de trabalho, gerando desmotivação. Tivemos o pagamento do PMAQ retroativo, assegurando salário em dia, terço de férias e esperamos que isso possa motivar a categoria”.

COMPARTILHAR