Mamanguape atinge meta do MS na campanha nacional de vacinação contra a influenza

A Campanha Nacional de Vacinação contra a Influenza termina oficialmente na próxima sexta-feira (31) e o público prioritário está em reta final para se vacinar com exclusividade. A partir do dia 03 de junho, as doses restantes da campanha ficarão disponíveis para toda a população. Dados do Ministério da Saúde informam que até ontem (29) cerca de 44,6 milhões de pessoas buscaram os postos de vacinação, o que representa 75% da população-alvo.

O grupo prioritário é formado por gestantes, puérperas, crianças entre 6 meses a menores de 6 anos, idosos, indígenas, professores, trabalhadores de saúde, pessoas com comorbidades, funcionários do sistema prisional e população privada de liberdade. A meta nacional do Ministério da Saúde é vacinar 90% do público-alvo, composto por 59,4 milhões de pessoas. A Paraíba atingiu nesta semana 82,57% desta meta e espera até o final do mês atingir a meta nacional.

O público-alvo no município de Mamanguape é composto por um universo de 12.174 pessoas e a meta era vacinar no mínimo 10.966 destas, o que ocorreu no final da última semana. A Secretaria de Saúde divulgou na manhã desta quinta-feira (30) que o município atingiu a cobertura vacinal de 90,08%, o que o coloca acima da média estadual. Esse número possivelmente se modificará até o final do mês, já que os profissionais de saúde “correm” para vacinar o máximo de pessoas possível.

 

Para Antônio Neto, secretário de saúde, a marca é fruto de muito planejamento, empenho e esforço concentrado da gestão municipal. Ele atribuiu o sucesso da campanha de vacinação no município ao trabalho em equipe e ao suporte dado pela prefeita Eunice Pessoa. “De posse das condições adequadas, os nossos profissionais de saúde abraçaram esta campanha de corpo e alma, assumindo desde o início o compromisso de dar o melhor para atingirmos nosso objetivo que era a meta nacional, o que conseguimos graças ao empenho de todos”, disse neto.

A vacinação segue até amanhã em todas as unidades de saúde do município e, paralelamente, os profissionais das USF’s seguem na busca de pessoas do público-alvo que ainda não receberam a dose da vacina. Na próxima semana, após o termino da campanha, a Secretaria de Saúde estará divulgando o numero consolidado e as especificidades da população vacinada.

Público Prioritário

A escolha do público prioritário no Brasil segue recomendação da Organização Mundial da Saúde (OMS). Essa definição também é respaldada por estudos epidemiológicos e pela observação do comportamento das infecções respiratórias, que têm como principal agente os vírus da gripe. São priorizados os grupos mais suscetíveis ao agravamento de doenças respiratórias.

Mais proteção

A vacina produzida para 2019 teve mudança em duas das três cepas que compõem a vacina, e protege contra os três subtipos do vírus da gripe que mais circularam no último ano no Hemisfério Sul, de acordo com determinação da OMS: A/Michigan/45/2015 (H1N1) pdm09; A/Switzerland/8060/2017 (H3N2); B/Colorado/06/2017 (linhagem B/Victoria/2/87). A vacina contra gripe é segura e reduz as complicações que podem produzir casos graves da doença.

COMPARTILHAR