Autor: Comunicação

Mamanguape se destaca como pioneiro na implantação de DIU em parceria com a UFPB

A parceria com a UFPB se deu através de um projeto de extensão, no qual a universidade escolhe os parceiros que estão abertos a inserir o serviço (DIU) na rede municipal de saúde e treinar os seus profissionais.

04/01/2024 17h04 Atualizado há 2 meses atrás

A Prefeitura de Mamanguape, através da Secretaria de Saúde, se tornou pioneira na região ao disponibilizar na rede SUS em parceria com a UFPB a implantação de DIU para mulheres do município.

A parceria com a UFPB se deu através de um projeto de extensão, no qual a universidade escolhe os parceiros que estão abertos a inserir o serviço (DIU) na rede municipal de saúde e treinar os seus profissionais. Como Mamanguape já possui uma parceria com a residência médica, a UFPB procurou o município e ofertou o projeto que treina os médicos e os profissionais de enfermagem.

O treinamento das equipes de saúde acontece de forma híbrida, com a parte teórica realizada inicialmente a distância e depois presencialmente, mais um segundo momento, no qual a equipe de extensão vem até o município para fazer o treinamento diretamente com as mulheres. Os médicos treinados colocam uma média de cinco a dez DIUS sob supervisão da equipe técnica e depois passam a fazer o procedimento sozinhos. 

A Dra. Danyella Barreto, coordenadora do Projeto de Extensão – DIU na Atenção Básica, falou dos benefícios do procedimento. “O diu de cobre é um método contraceptivo de longa duração, disponível no SUS e a mulher pode ficar com ele até dez ou doze anos, não tem hormônio para quem tem contraindicação e a mulher não precisa ficar todo mês se preocupando em tomar a pílula”, disse a médica. 

Segundo Maysa Toscano, gerente da Atenção Básica do município, a parceria se deu através da Residência em Medicina da Família e Comunidade. “Nós fomos convidados a participar de dois projetos de extensão, o primeiro, que finalizou ano passado, capacitou um grupo de enfermeiras para realizar o procedimento nas unidades básicas de saúde e agora, no segundo projeto, de extensão, foram contemplados os médicos residentes aqui no nosso município”, disse a gerente. 

O Dr. Wellington Pedro, tutor do Programa de Residência Médica e coordenador da COREME do Fundo Municipal de Saúde, esteve na unidade João XXIII participando de um mutirão de inserção de DIU. “Nesse momento estamos com foco nos médicos residentes, capacitando eles e também oferecendo o serviço à população, um método contraceptivo seguro, eficaz, que pode ser retirado a qualquer momento, caso tenha vontade de engravidar e que está disponível pelo município”.


Page Reader Press Enter to Read Page Content Out Loud Press Enter to Pause or Restart Reading Page Content Out Loud Press Enter to Stop Reading Page Content Out Loud Screen Reader Support

Preferência de Cookies

Usamos cookies e tecnologias semelhantes que são necessárias para operar o site. Você pode consentir com o nosso uso de cookies clicando em "Aceitar" ou gerenciar suas preferências clicando em “Minhas opções”. Para obter mais informações sobre os tipos de cookies, como utilizamos e quais dados são coletados, leia nossa Política de Privacidade.