Autor: Comunicação

Mamanguape recebe os serviços do carro Fumacê para o controle do mosquito Aedes Aegypti

A aplicação do inseticida é feita, geralmente, ao amanhecer, a partir das 04h00, e no início da noite, a partir das 16h00.

29/04/2024 11h56 Atualizado há 3 semanas atrás

A Prefeitura de Mamanguape, por meio da Secretaria de Saúde do município, recebe entre os dias 29 de abril e 02 de maio o serviço do carro fumacê para controle do mosquito Aedes Aegypti, transmissor de doenças como dengue, zika e chikungunya. 

A utilização do Carro Fumacê segue critérios estabelecidos pelo Ministério da Saúde e tem como principal objetivo bloquear a taxa de transmissão viral das chamadas arboviroses, doenças transmitidas pelo “mosquito da dengue” em casos de surtos e epidemias. O gerenciamento dos estoques e distribuição aos municípios são de competência do Estado, que também é responsável pela execução do serviço.

O cronograma, assim como a escolha das localidades, são feitos pela Secretaria Estadual de Saúde (SES) e tem como critério o aparecimento de novos casos de dengue, zika e chikungunya.

A aplicação do inseticida é feita, geralmente, ao amanhecer, a partir das 04h00, e no início da noite, a partir das 16h00, porque são momentos com menor corrente de vento, quando a fêmea tem o hábito de estar fora das casas. O veículo pulveriza inseticida nas ruas e a orientação é que os moradores abram portas e janelas das casas para que a nuvem de fumaça possa entrar e eliminar o inseto.

Veja abaixo as localidades e o cronograma do 1º Ciclo do Fumacê no município:
29 de Abril – Sertãozinho | Engenho Novo | Alto do Cemitério
30 de Abril – Planalto e Cidade Nova
01 de Maio – Areial e Parte de Nossa Senhora da Penha
02 de Maio – Parte do Centro | Gurguri | Condado | Vista Bela

O carro fumacê pulveriza inseticida para matar e inibir a proliferação do vetor na fase adulta. Fatores como chuva, umidade e temperatura ditam o aumento ou diminuição da população de insetos na região. 

Cada cidadão tem papel importante nas ações para evitar a proliferação do mosquito, já que grande parte dos criadouros continua sendo encontrada dentro das casas, em vasos e pratos, frascos com plantas, bebedouros de animais, entre outros.


Page Reader Press Enter to Read Page Content Out Loud Press Enter to Pause or Restart Reading Page Content Out Loud Press Enter to Stop Reading Page Content Out Loud Screen Reader Support

Preferência de Cookies

Usamos cookies e tecnologias semelhantes que são necessárias para operar o site. Você pode consentir com o nosso uso de cookies clicando em "Aceitar" ou gerenciar suas preferências clicando em “Minhas opções”. Para obter mais informações sobre os tipos de cookies, como utilizamos e quais dados são coletados, leia nossa Política de Privacidade.