Autor: Assessoria

Cidadania e Direitos Humanos – Secretaria tem ano de conquistas para celebrar

A Secretaria da Cidadania e dos Direitos Humanos teve um ano de 2019 bastante produtivo. Agora as mulheres e as minorias têm voz e vez, com a defesa de seus direitos e ações voltadas para o seu fortalecimento. O município, através da secretaria, celebrou convênio com o Governo do Estado para emissão de Carteira de […]

26/11/2019 7h24 Atualizado há 3 anos atrás

A Secretaria da Cidadania e dos Direitos Humanos teve um ano de 2019 bastante produtivo. Agora as mulheres e as minorias têm voz e vez, com a defesa de seus direitos e ações voltadas para o seu fortalecimento.

O município, através da secretaria, celebrou convênio com o Governo do Estado para emissão de Carteira de trabalho, que apenas nos quatro primeiros meses, de agosto a novembro, emitiu 350 unidades do documento.  A parceria também possibilitou a emissão de 1887 Carteiras de Identidade apenas na Casa da Cidadania e mais 565 unidades do documento, juntamente com a emissão de CPF, em duas etapas do Programa Cidadão que esteve em Mamanguape nos meses de abril e outubro.

A abertura da Casa da Cidadania no município foi outro importante marco deste ano, sendo um grande ganho para a população do município e região, uma vez que a chegada do serviço evita o deslocamento dos nossos munícipes para outras cidades. O órgão atende diariamente dezenas de pessoas que buscam tirar o seu primeiro documento ou a segunda via. Na Casa da Cidadania também funcionam o SINE e o alistamento militar.

O apoio aos movimentos étnicos e minorias, entre os quais LGBTQI+, idosos, índios e racial, acontece agora de forma efetiva com a realização de eventos voltados a conscientização e suporte técnico. A secretaria realizou o 3º Seminário Temático sobre Diversidade, resistência no atual cenário político e o 1º Concurso de Drag’s da região.

Em outra parceria, desta feita com a Secretaria Estadual de Direitos Humanos, através da Gerencia de Igualdade Racial, o município realizou um grande diagnóstico da comunidade cigana existente na cidade.

As visitas domiciliares às vítimas de violência doméstica levam dignidade e apoio psicológico e jurídico as mulheres e crianças em situação de risco. O órgão trabalha bastante no fortalecimento das parcerias, fundamentais para o desenvolvimento das suas atividades, buscando parcerias entre secretaria municipais e estadual visando à promoção dos direitos humanos e da cidadania.


Ao continuar navegando no nosso portal, você concorda com a nossa Política de Privacidade. Para ter mais informações, acesse nossa página de Política de Privacidade

Page Reader Press Enter to Read Page Content Out Loud Press Enter to Pause or Restart Reading Page Content Out Loud Press Enter to Stop Reading Page Content Out Loud Screen Reader Support