Após reunião com secretário da Saúde Rafael Ayres e secretária de Finanças Danielle Rodrigues, prefeita Eunice envia PL da gratificação para profissionais do enfrentamento à COVID-19

A prefeita de Mamanguape, Eunice Pessoa, participou de uma importante reunião com os secretários de saúde, Rafael Aires, e das finanças, Danielle Rodrigues, para discutir a autorização do pagamento de gratificações para profissionais da saúde que trabalham no enfrentamento à COVID-19.

O Poder Executivo encaminhou Projeto de Lei para a Câmara Municipal, tendo como objetivo a criação da gratificação para os profissionais que atuam no enfrentamento a COVID-19, na chamada “linha de frente”, a ser paga em parcela única. A GECOV (Gratificação Temporária de Enfrentamento à COVID-19), será paga aos ocupantes de cargos e funções da área da saúde, que estiverem em efetivo exercício de atividades relacionadas ao enfrentamento da COVID-19 nas unidades de saúde, conforme especificado em Lei.

Serão beneficiados pela medida apenas os profissionais de saúde que laboram de modo habitual, não ocasional e de forma presencial nas ações e projetos de enfrentamento à COVID-19, nos últimos 90 (noventa) dias, a contar da data da publicação da Lei que autoriza gratificação. Os serviços de saúde abrangidos pela Lei serão Secretaria de Saúde, Vigilância em Saúde, Unidades de Saúde da Família, Equipe de enfrentamento a COVID-19, SAMU (profissionais com vínculo municipal) e Farmácia Básica.

A prefeita Eunice Pessoa destacou a importância dos profissionais de saúde no combate à pandemia causada pelo novo coronavírus e da necessidade de valorizá-los. “A valorização do profissional que exerce com primor suas atribuições, neste momento em que vivemos é de extrema importância. Muitos arriscam suas vidas, se privam de momentos em família e em sociedade, para enfrentar a pandemia que tanto castiga o mundo”, disse a gestora.

A secretaria de finanças do município, Daniele Rodrigues, lembrou de todas as vidas que foram salvas graças a atuação desses profissionais. “A cidade de Mamanguape foi fortemente atingida pela pandemia, mas desde o primeiro momento a atuação desses profissionais, capitaneados pelas medidas adotadas no município foram fundamentais para evitar que centenas de vidas fossem ceifadas”, falou Daniele.

Por fim, o secretário de saúde Rafael Aires falou da necessidade de manutenção das medidas preventivas, no momento em que o país enfrenta a retomada do aumento do número de casos de COVID-19. “A prevenção ainda é o melhor remédio e ela só será efetiva se não baixarmos a guarda e continuarmos respeitando as medidas de higiene e distanciamento social”, lembrou o secretário.

COMPARTILHAR