7ª Conferência Municipal de Saúde de Mamanguape elege propostas e delegados para etapa estadual

A Conferência se encerrou por volta das 17h00 e foi um grande sucesso, com uma boa participação de público, muitos debates dentro dos eixos Direito à Saúde, Consolidação dos Princípios do SUS e Financiamento do SUS. Foram debates muito enriquecedores, que deixaram a certeza de que as propostas locais serão levadas para nível estadual com bastante êxito, com a esperança de mudarem um pouco o atual contexto de saúde vivido.

A prefeita Maria Eunice esteve acompanhada de secretários e auxiliares da gestão municipal. A Câmara de Vereadores foi representada na mesa pelo vereador Ranieri Veríssimo e também estiveram presentes o Cap. Edson Augusto Ferreira (subcomandante Cia de Bombeiros de Mamanguape), Paulo Calixto (presidente do Conselho Municipal de Saúde), Renata Nobrega (secretária exec. da saúde do estado), Jamaci Mendes (representante do Conselho Estadual de Saúde), Maria Eunice Guimarães (1ª Gerência Regional de Saúde), entre outros.

Logo na abertura do evento, foi lido o regulamento da conferência, que foi aprovado por unanimidade pelos participantes. No público estavam usuários do SUS, gestores e trabalhadores em saúde. A secretária executiva de saúde do estado, Renata Nóbrega, apresentou a palestra “Democracia e Saúde – Saúde como direito e consolidação e financiamento do SUS.” Para ela, “um dos principais eixos tratados na conferência é o financiamento do SUS, que é atualmente um dos gargalos na saúde e o reforço do tema “Democracia e Saúde”, que resgata um pouco as últimas conferências”, falou Renata.

O Conselho de Secretarias Municipais de Saúde (COSEMS) esteve presente ao evento, colaborando com dois conferencistas e suporte técnico. Para o secretário Antônio Neto, a ajuda do COSEMS garantiu grande qualificação a conferência de saúde, já reconhecida como uma das mais democráticas da história. “É fundamental que a população conheça a realidade do SUS, tenho certeza que o evento foi bastante rico para a sociedade”.

A prefeita Eunice Pessoa lembrou que quando assumiu o município em 2017, dez dos dezoito PSFs estavam com os recursos bloqueados. Foram dez meses de luta junto ao Ministério da Saúde para desbloquear esses recursos. “Hoje nós fazemos a diferença na saúde do município, que desponta como um ícone, como um exemplo para todo o estado em vários seguimentos”, disse a prefeita.

Segundo o secretário de saúde do município, Antônio Neto, o grande problema do SUS é o subfinanciamento que o sistema vive, pois uma pactuação que existe desde 2010 não permite que alcancemos outros patamares em saúde, porque os custos são muito baixos. “Na conferência foram aprovadas duas moções de repúdio às emendas constitucionais que congelaram os investimentos em saúde por 20 anos e também contra a tabela do SUS que está congelado há muitos anos”, falou o secretário.

As propostas eleitas seguirão em relatório para a etapa estadual. Além do COSEMS, estavam presentes: os Conselhos Municipal e Estadual de Saúde, a Secretaria Estadual de Saúde. Além da definição diretrizes e propostas, o evento público também elegeu os delegados que irão participar e representar a população de Mamanguape na 9ª Conferência Estadual de Saúde da Paraíba, que será realizada em João Pessoa nos dias 04, 05 e 06 de junho de 2019.

COMPARTILHAR