Gestão eficiente de recursos eleva número de atendimentos da Secretaria de Saúde

Na manhã da última sexta-feira (25), o secretário de saúde do município, Antônio Neto, concedeu entrevista à Rádio Correio do Vale FM. O objetivo era tratar do avanço nos números da saúde, divulgados mais cedo pela Prefeitura de Mamanguape. Na oportunidade, ele também foi questionado acerca de uma pesquisa do Conselho Federal de Medicina (CFM) que identificou os gastos em saúde por habitante no estado da Paraíba.

Os dados utilizados na amostra são do ano de 2017 e tem origem nas informações do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). Ao abordar o tema, o secretário disse que os dados de 2017 revelam muito mais que o valor do investimento feito por habitante. Segundo ele, quando assumiu a secretaria de saúde do município encontrou pouco mais de R$1.600,00 (mil e seiscentos reais) de recursos em conta.

O secretário lembrou que no dia 10 de janeiro de 2017 foi encontrada e apreendida uma grande quantidade de medicamentos vencidos, que deveriam ter atendido a população. “Além disso, passamos quase 30 (trinta) dias tentando regularizar o cadastro do Fundo Municipal de Saúde junto ao Banco do Brasil, por conta das leis do próprio órgão que tinham problemas e o setor do banco que regulava isso não aceitava aquela documentação” disse Neto.

Os problemas não paravam por aí. O município padecia de um grave desabastecimento de medicamentos, falta de médicos e dentistas em diversas unidades de saúde, muitos equipamentos quebrados e uma estrutura física dos prédios que não oferecia condições de trabalho. Para piorar, o município sofria o bloqueio de recursos de 10 (dez) unidades de saúde, as quais não recebiam nada do Governo Federal e tudo era custeado com recursos próprios.

Como se não bastasse os recursos a menos, nós tivemos em alguns setores da secretaria o aumento exorbitante de procedimentos. O caminho, então, adotado pela prefeita Eunice Pessoa e seguido pela Secretaria de Saúde foi buscar fazer uma gestão eficiente e fazer mais com muito menos. O esforço deu certo, os resultados apareceram e o número de atendimentos em 2017 aumentou consideravelmente em relação a 2016, conforme quadro comparativo abaixo.

No final da entrevista, o secretário falou da implantação do eSUS no município e anunciou que em breve a secretaria entregará a população novas unidades odontológicas móveis, ambulâncias e, ainda este ano, o Centro de Imagem. “Nós vamos encerrar os quatro anos da gestão da prefeita Eunice como a melhor gestão de saúde que já passou por aqui, graças a eficiência na administração comandada pela prefeita”, falou Antônio Neto.

COMPARTILHAR